OS “AGORAS”

tumblr_nerw9guFSd1rjeauxo1_500

Imagem retirada do site Tumblr

 De uma coisa eu tenho certeza: o encanto da vida esta no mistério de que tudo se transforma, queiramos ou não. De que tudo está em frequente modificação. Não sei como as pessoas conseguem deixar suas vidas e relacionamentos bloqueados, alinhados. Eu sempre estrago tudo, principalmente quando percebo que é essa desorganização que vai mudar o percurso do atalho.

 A vida é um composto de “agoras”, presentes que se tornarão passado e ou futuro. Esses “agoras”, são compostos de acontecimentos. Uma sequência de “agoras” que vêm e vão. Vários pequeninos momentos que passam despercebidos o tempo inteiro, mas que fazem de passado e futuro um presente incessante. No meio desses minúsculos momentos, existem aqueles que eu chamo de “momentos de colisão|choque”. São aqueles momentos em que alguma coisa detonam e muda o percurso das coisas, que tornam o passado vivo, o presente real e o futuro inevitável. São momentos que mudam o nosso trajeto pela vida.

 Esteja apto para os seus “momentos de choque/colisão”. Eles irão passar por você e mesmo que você, não esteja esperando-o, sua vida será totalmente desigual a partir do minuto seguinte. Lembre-se de se lembrar deles. Lembre-se de não confrontar junto. Mudamos nosso futuro todo dia, toda hora, vivendo um agora após o outro, uma colisão após a outra. Saiba identifica-los corretamente. Pois aquele que muda o seu caminho, que escreve o seu futuro, que torna o seu agora mais real e o que dá sentido à vida. Esteja preparado para enfrentar á vida. Porque a vida não vai deixar de bater em você.

Continuar lendo

♥ DICAS PARA TER DIAS FELIZES ♥

  Tampouco nos encontramos naqueles dias de extrema felicidade, ou não necessariamente feliz, e sim, estável e satisfeito conosco mesmo. Detesto estar inquieta por coisas fúteis ou me preocupar demais com detalhes insignificantes, na maioria das vezes quando estou assim, afim de me enterrar em um buraco para nunca mais voltar, gritar alto até toda á angustia sair ou ate mesmo chorar e chorar sem parar, busco pequenas coisas que me “aliviam”. Para solucionar essa “crise” resolvi trazer algumas dicas para irmos ao encontro dessa tal felicidade ou melhor dizendo, desse alivio e satisfação:

  Se dê um tempo, e divirta-se: Ficamos estressados, impaciente ou até mesmo angustiados por problemas diários, como o ” termino de um namoro “, insatisfação, problemas na escola/profissional. Dentre eles, são diversos outros problemas existentes que são capazes de afetar nossa tranquilidade diária. Ficar pensando constantemente sobre esses determinados problemas, só deixará tudo pior, mas nada melhor do que deitar, relaxar ou divertir, para tentar colocar a cabeça no lugar. Se dê um tempo para refletir sobre aquilo que precisa, tente encontrar a solução de uma certa forma sem se pressionar, somente relaxando e tranquilizando esse turbilhão de sentimentos.

  Escreva | exponha-se : Escrever é o meu melhor medicamento (isso todo mundo sabe). Registro meus problemas em uma folha e no ultimo parágrafo sempre encontro a solução para tudo. É uma das fontes mais confiantes que consigo ter para reorganizar minha cabeça e meus sentimentos em si. Talvez nem sempre funcione com certas pessoas usar esse determinado método, mas tente fazer o que gosta de uma forma que possa lhe tranquilizar, como por exemplo; desenhar, ler, criar algo, tocar algum instrumento… Enfim, faça o que realmente saiba e goste, mas algo que te distancie dos problemas que lhe incomodam.

  Escute suas musicas favoritas: Tá bem, nem sempre estamos com cabeça para músicas ou qualquer tipo de sonido, mas sei que existe uma certa música que seja realmente a sua favorita, aquela que afeta você, na qual tenha uma letra agradável que te sensibilize, ou procure músicas mais agitadas para animar o astral.

   Tenha uma boa companhia | Desabafe: Sofrer sozinho não dá. Caso tenha alguém de confiança e sinta necessidade de “desembuchar” o que tanto lhe aborrece, nada melhor do que pedir conselhos a esse alguém, chorar no ombro amigo e ser realmente sincero. Minha mãe muitas vezes, nesses casos, é minha companhia de desabafo, por mais que negue, ela encontra a resposta para todo tipo de “problema”. Chame os amigos e faça o que mais lhe da satisfação.
Sempre dizia minha “vóinha”  “Só é triste quem quer.”. Acima de todos os problemas e obstáculo, sempre existirá algo em que poderá encontrar sua alegria. Se abalar, é ser fraco, e lutar para superar, é ser determinado. Em tudo na vida há uma solução, uma resposta, um final feliz … Então busque e agradeça tudo aquilo que lhe faz bem.
Trecho dPostagem  
É como se você jogasse a sua felicidade no colo do outro e dissesse: ‘Toma, agora você é o responsável por ela. Me faça feliz’. E é aí que está todo o problema. Você deve primeiro aprender a ter êxito satisfazendo as suas necessidades para depois se relacionar com alguém. Só é feliz a dois quem já é feliz sozinho. (Isabela Freitas, trecho do livro ‘Não se apega, não‘)

Das pequenas coisas que me fazem uma falta

...


  Eu sinto ausência das coisas antigas, e olha que só tenho 16 anos. Sinto falta de quando o facebook e whatsapp não havia, e vou além, quando o orkut e msn também. Não posso negar que esses meios colaboraram muito por  diminuir distâncias, mas também fizeram um papel de ser insignificante em todas as relações. Sinto falta de quando uma amiga revelava uma foto nossa, escrevia alguma coisa que representasse a nossa amizade atrás e me presenteava. Hoje, uma foto no Instagram com uma legenda bonitinha na data de aniversário já basta. Sinto falta das aulas chatas em que os bilhetinhos falando sobre á festinha que aconteceria na casa do Ana circulava na sala toda. Hoje, uma mensagem no Whatspp é o suficiente para fazer qualquer comunicação. Sinto falta de receber convites de aniversário ao invés de receber convites de eventos no Facebook. Sinto falta de ler cartas, a forma da letra e a textura que o papel adquiria após cada frase – sem contar os desenhinhos de coração, cheiro de perfume que sempre tinham.
Por ter apenas 16 anos, não vivenciei muita dessa “época boa” como dizia minha mãe, mas sinceramente, até sinto falta de quando algum garotinho se sentia atraído e demorava muito para tomar coragem e dizer um OI. Hoje em dia, achar a foto do perfil da garota bonita – vale ressaltar que essas fotos sempre enganam – já se torna um “Fulaninho cutucou você”. Mas esse problema não vem de agora, vem desde o Orkut com as invasões de perfil ou os depoimentos brigando para serem o primeiro da lista. Vem daquele subnick no msn que a pessoa se declarava todo em menos de 100 caracteres. “Eu já fiz isso.” A humanidade já fez isso e faz todos os dias… Estamos, a cada dia, sendo ensinado a idealizar todas nossas ações mas existe formas de idealizar as relações?

Trecho dPostagem  

O mundo dos humanos…

É uma bagunça.

Leve com você só o que for aprazível

 Diversos são os dias, em que não nos sentimos bem com nós mesmos ou que algo nos aborrece. A divergência entre o bom e o ruim, ou melhor, o positivo e o negativo nas nossas vidas está a cerca de cem gramas de distância. Digo isso porque, ao meu ver, a vida é como uma balança e que em raríssimas vezes ela estará equilibrada, ela sempre cai para um dos lados. De um lado estão todas as coisas boas, aquelas que te fazem sorrir e querem sempre mais, seguir a diante. De outro, estão as coisas desprezíveis, que te deixam para baixo e que te levam a uma sequência de baixo astral. Cabe a você decidir aonde seus pensamentos e sua energia merecem ser gastas.

 Essa balança chamada vida está sempre ganhando novos “artigos” de peso, sempre nos desafiando a cair pro lado ruim. Eu sei que parece futilidade, mas existe uma coisa chamada “lei da atração” em que você, querendo acreditar ou não, acaba transferindo um peso enorme para sua vida. Você já deve ter percebido alguma vez na sua vida em que logo após de você pensar em algo, isso acontece, ou então alguém tocar no mesmo assunto, por exemplo.

 Eu não quero ficar fazendo citações de livros “O Segredo” pra você e nem de qualquer outro livro de auto-ajuda, apenas pretendo que você perceba, ou se lembre, que se concentrar nas coisas ruins só valem a pena pra uma coisa: corrigi-las e torná-las positivas. E se esse não é o caso, se o problema não tem solução, não adianta perder tempo com ele.

 Se passado fosse um sentimento ele deveria ser sinônimo de saudade. Saudade daquilo que foi bom, daquilo que nos faz ter vontade de poder voltar no tempo, que nos traz sorrisos internos e faz nossos olhos transbordar de alegria. Mas se nos alimentarmos apenas disso, desrespeitamos nosso presente. Fazermos tanta força para viver do que já foi que esquecemos de viver o hoje. Deixamos de lado o amanhã e ficamos novamente infelizes. A vida é muito curta pra ficarmos nos lamentando das coisas que não fizemos ou das coisas que não temos. Perceba que você é o ser mais importante da sua vida e que merece apenas o melhor dela. Não aceite uma situação só por ela ser a escolha mais fácil. Lute pelo que você acredita e descubra que conseguir algo verdadeiramente desejado é o melhor dos presentes.

 Uma dica valorosa para nós mesmos quando se trata de, no mínimo, “equilibrar” a balança da nossa vida, é jogar fora o que há de ruim. Se seu namoro/rolo, trabalho, faculdade não estão do jeito que você espera, faça tudo que puder pra melhorá-los, dê o melhor de si para torná-los mágicos, não apenas suportáveis – isso não é o bastante. E se mesmo assim nada se resolver, apenas os deixe. Não estou dizendo para você esquecer seus problemas, apenas para tentar buscar a solução mais plausível e se essa for deixá-lo para traz, melhor ainda. Carregue com você as coisas boas e ensinamentos de cada uma o trouxe, mas não tenha medo de abrir espaço para coisas que estão por vir. E não se preocupe, pois um dia elas chegam.

 

Trecho dPostagem  

As dificuldades são como as montanhas.

Elas só se aplainam quando avançamos sobre elas.

Por todos aqueles pensamentos abstratos

large (1)

 O relógio registrava 20:45,típica noite de sexta feira,em que todos querem sair, conhecer novos lugares e novas pessoas, aumentar seu ciclo de amizades em uma noite de sexta feira qualquer. Muitos saem por ai, procurando novas baladas da cidade para encontrar alguém que torne sua vida menos monótona, e no outro dia não sabe nem qual camisa próprio vestiu-se. Eu, por outro lado, só optava um ambiente tranquilo e com uma boa música e diálogos, onde eu pudesse sentar e analisar um pouco a minha vida. Fui ao teatro, estava acontecendo ali um concerto musical (que por sinal era encantador) sentei naquela poltrona vermelha, aquela típica de teatros e cinemas, cruzei as pernas e me acomodei. Deixei aquela agradável melodia tomar conta dos pensamentos, fechei os olhos e por um momento parecia voar. Até que olhei a poltrona ao lado, vazia.

 Comecei a pensar em como a vida é engraçada, em uma noite qualquer aquela poltrona estaria ocupada, e a pessoa que a ocupava talvez estaria sentindo a mesma leveza daquelas notas que nos rodeavam e nos deixava ainda mais leve. Fechei os olhos novamente e comecei a lembrar de como aquele dia foi mágico e de como deixou tantas lembranças boas. Sorri ao escutar as pequenas notas que os violinistas tocavam, como era bela cada nota, cada detalhe daquele lugar. Imaginei naquele momento, o meu próprio conto de fadas. Apaguei rapidamente de meus pensamentos aquele dia, não queria que as lembranças boas se transformassem no desejo de tê-lo novamente, estava bem, exatamente como estava.
 O solista apresentava mais algumas músicas, todos em silêncio e prestando á devida atenção em cada nota. Mais uma vez me deixei tomar por aquela bela harmonia e senti que escorria uma lágrima na lateral dos meus olhos, não lágrimas de tristeza, muito pelo contrário, eram apenas lágrimas de felicidades, de admiração por tudo que eu estava sentido,analisando,escutando e vendo. Em compreender como existe pessoas maravilhosas capazes de fazer nossa noite ainda melhor e mais deslumbrante. Fim da apresentação, todos se levantam e começam a aplaudir sem parar, foram longos minutos de aplausos, aqueles merecidos aplausos de pé e todos com a satisfação ampla em seus rostos e nos olhares. Todos apreciaram o seu próprio conto de fadas por algumas horas e ali se despediam dele para voltar a realidade.

 

Se a vida lhe der uma banana,coma-a e faça um goool !

Imagem

 

  Frequentemente teremos desafios a ser seguidos, que prefiro chamar de estímulo, para enfrentar na nossa vida pessoal e profissional. O mesmo acontece quando caminhamos em direção a um sonho que queremos realizar.Muitas das vezes aparecem alguns “limões” em vez de, bons frutos em nossos destinos. E o que você deve fazer com esses “limões”? Basta seguir ao pé da letra o ditado Se a vida te der limões, faça uma bela limonada”. Em outras palavras, nos caminhos de nossa vida, todos irão encontrar grandes dificuldades e obstáculos, mas é aí em que está a diferença entre os vencedores e os fracassados. Os fracassados desistem no primeiro obstáculo, enquanto os vencedores, além de encará-los e superá-los, usam as experiências para se fortalecerem cada vez mais.

  Esta semana, o brasileiro Daniel Alves, jogador do Barcelona, foi vítima de racismo numa partida na Europa.Ele se preparava para cobrar um escanteio quando a torcida do time Villarreal, lhe jogou uma banana.A diferença é que dessa vez, ele parou, pegou a banana que lhe jogaram e a comeu. Não como um macaco, (como o que os europeus queriam dizer que ele era).Mas sim, como um Popeye com seu espinafre! Comeu, chutou e gooooooool. Daniel deu um gol para o seu time e um “olé” no racismo que pretendia lhe constranger. As pessoas podem ser racistas de muitas formas e cruéis em intensidade que a gente nem imagina. Tanto fora quanto dentro de campo. Tanto fora quanto dentro dos círculos familiares e de amizades.

  Todas as mídias no mundo e redes socias aplaudiram e apoiaram a atitude do Daniel contra o racismo. Fotos de celebridades, artistas, jogadores e pessoas comuns comendo ou segurando uma banana espalharam-se pela internet.A atitude do Daniel foi vitoriosa em vários aspectos:- Deu uma bela resposta para as pessoas ignorantes.Como ele mesmo disse no final da partida: “Estou há 11 anos na Espanha, e são 11 anos iguais. Tenho que rir desses retardados.”

  Por isso só tenho que parabenizá-lo.Porque ele ensina que bananas podem virar gol! Vale para qualquer razão de ser, qualquer jogo, qualquer partida. Vale para a vida inteira. Minha admiração por ele é com certeza um fato extraordinário. Ele recebeu a agressão. Entendeu que era para ele, sim, mas por um defeito do caráter alheio. Não por um defeito de cor sua. Esse entendimento é o que nos liberta da rede que o outro joga , na ânsia de nos prender em cativeiro. A vida nos dá bananas e limões. O que vamos fazer com isso é o que fará a grande diferença. Transformar banana em gol, esse é o verdadeiro gol de placa.


Enquanto a cor da pele for mais importante que o brilho dos olhos, haverá guerra. ” (Bob Marley)