Por todos aqueles pensamentos abstratos

large (1)

 O relógio registrava 20:45,típica noite de sexta feira,em que todos querem sair, conhecer novos lugares e novas pessoas, aumentar seu ciclo de amizades em uma noite de sexta feira qualquer. Muitos saem por ai, procurando novas baladas da cidade para encontrar alguém que torne sua vida menos monótona, e no outro dia não sabe nem qual camisa próprio vestiu-se. Eu, por outro lado, só optava um ambiente tranquilo e com uma boa música e diálogos, onde eu pudesse sentar e analisar um pouco a minha vida. Fui ao teatro, estava acontecendo ali um concerto musical (que por sinal era encantador) sentei naquela poltrona vermelha, aquela típica de teatros e cinemas, cruzei as pernas e me acomodei. Deixei aquela agradável melodia tomar conta dos pensamentos, fechei os olhos e por um momento parecia voar. Até que olhei a poltrona ao lado, vazia.

 Comecei a pensar em como a vida é engraçada, em uma noite qualquer aquela poltrona estaria ocupada, e a pessoa que a ocupava talvez estaria sentindo a mesma leveza daquelas notas que nos rodeavam e nos deixava ainda mais leve. Fechei os olhos novamente e comecei a lembrar de como aquele dia foi mágico e de como deixou tantas lembranças boas. Sorri ao escutar as pequenas notas que os violinistas tocavam, como era bela cada nota, cada detalhe daquele lugar. Imaginei naquele momento, o meu próprio conto de fadas. Apaguei rapidamente de meus pensamentos aquele dia, não queria que as lembranças boas se transformassem no desejo de tê-lo novamente, estava bem, exatamente como estava.
 O solista apresentava mais algumas músicas, todos em silêncio e prestando á devida atenção em cada nota. Mais uma vez me deixei tomar por aquela bela harmonia e senti que escorria uma lágrima na lateral dos meus olhos, não lágrimas de tristeza, muito pelo contrário, eram apenas lágrimas de felicidades, de admiração por tudo que eu estava sentido,analisando,escutando e vendo. Em compreender como existe pessoas maravilhosas capazes de fazer nossa noite ainda melhor e mais deslumbrante. Fim da apresentação, todos se levantam e começam a aplaudir sem parar, foram longos minutos de aplausos, aqueles merecidos aplausos de pé e todos com a satisfação ampla em seus rostos e nos olhares. Todos apreciaram o seu próprio conto de fadas por algumas horas e ali se despediam dele para voltar a realidade.

 

Anúncios

2 comentários sobre “Por todos aqueles pensamentos abstratos

  1. Geeeeeeeeeeeeovana, acho que é a primeira vez que leio um texto daqui que seja sobre sentimentos e eu realmente me surpreendi, pois não sabia que você escrevia tão bem.Tenho a impressão de que já vivi momentos assim também, e sei como você se sentiu ! Estou realmente apaixonada pelo seu blog e principalmente pelo seu texto! É tudo que eu gostaria de falar as vezes, é o que eu sinto sabe?!
    beijos

  2. Nossa Geeh, que texto mais lindo! *-*
    Você escreve de uma forma tão suave, que a gente não cansa de ler. Termina o texto e a gente fica com vontade de “quero ler um pouco mais”.
    Texto ótimo, adorei! (:
    Beijos!

Obrigada pela visita e volte sempre ♥

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s